iluminação para aquário

Saiba escolher a iluminação ideal para o aquário

Escolher a iluminação para aquário pode ser uma boa oportunidade de chamar a atenção dos seus filhos para a criação de peixes. A luz, quando incide sobre esses animaizinhos, ressalta as suas cores e deixa o ambiente bem mais bonito. Isso faz desse cuidado uma experiência interessante e divertida.

A maioria dos seres vivos depende de luz para ficar saudável. A quantidade e a coloração das lâmpadas, porém, variam conforme o tipo de tanque. Nos reservatórios com plantas, por exemplo, a luminosidade é essencial por causa da fotossíntese, que faz com que a vegetação se desenvolva e sobreviva.

Na hora de providenciar o nível de luz, leve em conta o consumo de energia e a durabilidade. No caso dos peixes, a incidência de raios luminosos serve para intensificar as cores e as formas, mas também pode interferir no comportamento. Ficou interessado? Então veja neste post como conseguir uma iluminação para aquário fascinante e adequada!

Fuja das lâmpadas incandescentes

Uma dica de peso, especialmente para os iniciantes no aquarismo, é jamais colocar lâmpadas incandescentes no seu tanque. Elas consomem muito mais energia elétrica, mas esse não é o principal problema. É que essa iluminação alcança temperaturas muito elevadas.

Por causa disso, elas tornam o ambiente quente demais para o clima aquático. O excesso de calor pode afetar a saúde da fauna. Já as lâmpadas fluorescentes comuns podem ser inseridas no aquário com tranquilidade. Nesse caso, a fonte luminosa é encontrada em diversos formatos. Existem, inclusive, modelos mais compactos que servem muito bem em reservatórios que não dispõem de área apropriada para instalar o sistema de iluminação.

Tenha cuidado com o excesso de exposição à luz

Quem já teve peixes na infância sabe bem o quanto é frustrante quando esses amiguinhos morrem, não é mesmo? Para evitar que isso aconteça, o que poderia desanimar as crianças de continuar nessa atividade, fique atento ao tempo diário de iluminação. O excesso de claridade altera a composição química da água. Em geral, as luzes do aquário devem ficar acesas entre 8 e 10 horas a cada dia.

Algumas espécies têm comportamento noturno, como o pintado, que vive na água doce. Se você tiver um peixe desse tipo e deixar o sistema de luz do aquário ligado por muito tempo, ele não comerá nem caçará enquanto houver excesso de luz. Já os peixes de hábitos diurnos só dormem se o ambiente estiver escuro. Por isso, consulte o vendedor do pet shop para escolher animais compatíveis entre si.

Pondere sobre o tipo de tanque antes de definir a luminosidade

Os recifes e os corais, comuns em aquários de água salgada, requerem um período de submissão à  luz maior do que a média que acabamos de falar. Nessas circunstâncias, é preciso entre 10 e 12 horas de luminosidade artificial. Saiba que não é fácil acertar a iluminação para aquário com corais. Isso porque há espécies diferentes com demandas distintas de quantidade de luz. Lâmpadas azuis e violetas atravessam melhor a água e atingem esses animais de modo mais intenso.

Tenha cuidado com o excesso de branco, que pode contribuir para a proliferação de algas nocivas ao habitat. Para tanques com plantas naturais, a temperatura da cor das lâmpadas deve ficar entre 5.000 e 8.000 Kelvins. A maior parte da vegetação aquática fica bem com esse nível de clima.

Adquira iluminação para aquário já pronta

Como em quase todas as áreas e mercados, a modernidade e a tecnologia também já chegaram ao aquarismo. Desse modo, já é possível encontrar nos melhores pet shops luminárias prontas para o aquário, muito simples de serem instaladas.

Elas são resistentes, combinam várias cores, têm hastes flexíveis para tamanhos variados de tanques e vêm com a potência certa para peixes de estimação marinhos ou de água doce. Com fontes bivolts, esses equipamentos proporcionam bom custo-benefício porque são fabricados no Brasil. Assim, essas luminárias são mais baratas do que as importadas e não deixam nada a dever em termos de eficiência.

São oferecidos dois tipos de configuração: azul e branco e azul, branco e rosa. Essa associação de tonalidades traz efeitos muito interessantes para o ambiente. O mais importante: o material da estrutura dessa luminária e suas lâmpadas não prejudicam em nada os animais, que ganham uma vida mais longa.

A iluminação para o aquário, portanto, é um item muito importante na criação de peixes, principalmente nos tanques marinhos ou com plantas naturais. Isso porque a vegetação e os corais dependem da luminosidade para sobreviver.

Mas não é só isso: a luz correta garante que os peixes tenham hábitos saudáveis e deixam suas cores ainda mais belas. Com um aquário de visual impactante, nenhuma criança será capaz de resistir aos encantos desse hobby. E você? Ainda tem dúvidas sobre o aquarismo? É simples: veja também nosso artigo “Como limpar seu aquário corretamente”!

Siga-nos nas Redes Sociais e Compartilhe:
error0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *