o que os peixes comem

O que os peixes comem?

Da mesma forma que acontece com os seres humanos, a boa alimentação dos peixes é algo fundamental para preservar a saúde e evitar doenças. Por isso, saber o que os peixes comem pode fazer toda a diferença para quem quer manter esses pets bonitos e vigorosos.

Aliás, a comida interfere até na estética final de um aquário. Isso porque animais bem nutridos ficam mais brilhantes e têm as cores mais vivas. No aquarismo, há diversos itens que podem ser refeições: ração granulada e floculada, vegetais, patês e até outros animais. Que tal entender um pouquinho mais sobre o que os peixes comem? Então confira!

Animais

Na natureza, o que os peixes comem é um pouquinho diferente do que a gente costuma oferecer no aquário. Soltos em rios e mares, esses animais se alimentam de larvas e de insetos, a depender da espécie, é claro. Boa parte dos peixes é carnívora.

Existem ainda os peixes piscívoros, que se alimentam de outros peixinhos menores. Os animais de água doce, por exemplo, preferem mais os insetos por causa da grande quantidade desses bichos disponíveis no ambiente.

Vegetais

Já os peixes classificados como herbívoros apreciam vegetais como algas e até mesmo os que vão à nossa mesa, como chuchu e cenoura. Peixinhos de água doce herbívoros, quando estão ingerindo apenas as plantas, costumam perder massa corpórea muito rapidamente. Por isso, em alguns casos, é bom complementar a alimentação com proteínas animais.

Um exemplo de peixe que come plantas é o kinguyo, também chamado de Goldfish ou Peixe Dourado. Ele gosta de verduras como mostarda, alface, agrião, espinafre e acelga.

E tem ainda as espécies de peixes onívoras. Elas mesclam comida à base de frutas, sementes e folhas com pequenos peixes, micro-organismos e insetos. São exemplos de onívoros a tilápia, o lambari, o pacu e o tambaqui.

Patês

Quer saber mais sobre o que os peixes comem? Então saiba que dá para fazer patês caseiros misturando vários alimentos, crus e cozidos. Você bate no liquidificador os ingredientes de seu interesse com um pacotinho de gelatina sem sabor e água. Depois de resfriar esse creme, leve-o ao congelador. Aos poucos, vá cortando em pequenos bloquinhos. Tome cuidado em elaborar receitas apropriadas para cada peixinho. Na internet, você encontra algumas dicas sobre diferentes tipos de patês.

Ração

Por fim, os peixes de aquário se alimentam mesmo é de ração, que costuma ser mais prática. Mas é preciso certo cuidado para oferecer cada tipo de comida de peixe industrializada da maneira certa às respectivas espécies. No geral, há rações feitas de minerais, de vitaminas, como as do complexo B, de aminoácidos, proteínas etc.

Além disso, há algumas dicas para garantir uma alimentação melhor. Por exemplo: quando há vários tipos de peixes em um mesmo aquário, é bom verificar se os animaizinhos que ficam mais no fundo também conseguiram se nutrir.

Outra dica é evitar dar a ração em excesso. Alguns peixes são realmente muito vulneráveis ao ganho de peso. Afora isso, a comida extra pode estragar no ambiente aquático, o que seria uma pedra no sapato de quem quer o aquário saudável. Veja alguns tipos diferentes de ração:

  • ração em floco: ela tem como característica a flutuação e, por esse motivo, só deve ser dada a peixes que ficam mais na superfície;
  • ração em pastilha: ela afunda e, por isso, é mais indicada para peixes que gostam mais de ficar no fundo;
  • ração em tablete: pode ser grudada na parede para nutrir os peixes que ficam mais no meio do aquário.

Como você pôde notar, saber o que os peixes comem influencia na obtenção de um aquário mais sadio e bonito. Dessa forma, é possível encantar as crianças e atraí-las ao fantástico mundo dos peixes de um jeitinho mais fácil. Quer saber mais sobre esse incrível hobby? Então leia também aquarismo para iniciantes!

 

Siga-nos nas Redes Sociais e Compartilhe:
error0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *