Aquaristas: conheça os 3 principais perfis

Se você tem um negócio, provavelmente já ouviu falar na importância de entender o público. Afinal de contas, ao conhecer melhor o cliente, fica mais fácil criar formas de conquistá-los. Nesse contexto, não é muito diferente com os aquaristas.

Embora haja muitas diferenças entre os indivíduos, algumas atitudes e pensamentos são bastante comuns para determinados grupos. Por exemplo: por mais que alguém ame o aquarismo, a maioria das pessoas não tem muito tempo disponível para cuidar dos peixes hoje em dia.

Nessa realidade, é preciso cuidado na sua abordagem comercial. Afinal de contas, empurrar um milhão de apetrechos e acessórios pode desestimular o cliente ao invés de incentivá-lo. Dessa forma, a solução pode ser dispor de maneiras mais práticas de entrar para esse hobby.

Ao mesmo tempo, você pode encantar os veteranos da criação de peixes com facilidades tecnológicas. Afinal, atualmente é possível vender kits completos de aquários. Assim, o consumidor leva de uma vez um pacote com filtro, iluminação, enfeites e compatibilidade com várias espécies.

Em outras palavras, conhecer sua audiência de forma macro e micro é essencial. Contudo, essa tarefa tem lá as suas barreiras. Para ajudar você, preparamos neste post dicas sobre os 3 principais tipos de aquaristas! Confira e use nas suas políticas de vendas!

1. Aquaristas curiosos

Os aquaristas curiosos entram para o time meio que por acaso. Assim, isso acontece por causa de haver uma loja especializada perto do trabalho ou da casa desse cliente.

Além disso, ele pode acessar algo nas redes sociais e ter um interesse repentino no assunto. Dessa forma, ele não tem uma visão crítica do estabelecimento.

No entanto, ele quer peixinhos saudáveis, coloridos e fáceis de cuidar. Por esse motivo, uma má orientação que leve a mortes dos animais, por exemplo, é capaz de fazer com que ele simplesmente largue a atividade. Por essa razão, tenha um carinho especial com esse perfil.

2. Aquaristas iniciantes

Os iniciantes no aquarismo têm um aquário em casa e costumam visitar a loja para comprar ração, equipamentos e, eventualmente, mais peixinhos.

Para esse tipo de personalidade, são cruciais os cuidados para que ele não desanime. Dessa forma, dê dicas de como criar de forma segura, de como tratar a água e até mesmo sobre a possibilidade de convívio de certas espécies com outras.

Como ele não é um amante do aquarismo como os hobbistas, uma decepção até mesmo moderada é capaz de fazê-lo renunciar a esse passatempo.

3. Aquaristas hobbistas

Os aquaristas hobbistas são os grandes responsáveis pela evolução do aquarismo no Brasil. Isso porque eles são apaixonados pela criação de peixes. Desse modo, estão sempre à procura de novidades em termos de linhagens e equipamentos.

Por outro lado, esse consumidor pode ser perigoso para lojas não muito bem preparadas. Afinal, ele domina razoavelmente o tema e saberá identificar inconsistências de informação ou erros.

Para cativar esse público, que tem de tudo para ser um carro-chefe entre seus clientes, é necessário oferecer praticidade sem equívocos na transmissão de dados.

A boa notícia para o comerciante do setor é que existem muitos subtipos de aquaristas hobbistas: ricos, de baixa renda, que praticam aquarismo jumbo, aquarismo marinho, que adquiriram o hábito recentemente ou que são loucos por aquarismo desde a infância.

Como você pode perceber, há personalidades diferentes entre os aquaristas. Por essa razão, vale a pena estabelecer planos para satisfazer a todas elas. Assim, você consegue ampliar a movimentação na loja e até mesmo seu ticket médio.

Por falar nisso, o que você acha de investir em aquarismo de um modo prático, rentável e ainda por cima capaz de agradar a todos os tipos de aquaristas? Se sua resposta for sim, venha conferir os benefícios da bateria Aquaterrário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *