Teste de PH de aquário

Teste de PH de aquário: descubra os segredos!

Antes de entender como funciona o teste de PH de aquário, é mais fácil assimilar o conceito de PH. Nesse sentido, esse índice é uma maneira de medir algumas características da água, físicas, biológicas e químicas.

Ou seja, esse parâmetro define as condições do sistema. Dessa forma, ele também vai interferir no funcionamento dos organismos de animais e plantas. Por isso, ao lado da temperatura, da filtragem e a da iluminação do aquário, o PH é um item realmente muito importante.

Quer saber dicas incríveis do teste de PH de aquário? Então acompanhe nosso post!

O que é o PH da água?

O PH é o Potencial Hidrogeniônico da água, isto é, a quantidade de íons hidrônio (H+). Porém, a conta não é feita de forma isolada, levando em consideração também o volume de H+ em comparação com o hidróxido (OH-).

Dessa forma, quando a água é pura, verifica-se um equilíbrio entre esses dois íons: H+ e OH-. Porém, quando acrescentamos substâncias químicas, orgânicas ou de outra natureza, a água sofre transformações. Assim, surge como efeito da mistura um desiquilíbrio nessa proporção.

Como já dissemos, o PH é uma medida. Nesse sentido, ele vai informar se a água é mais ácida ou mais alcalina. Além disso, ele é representado por uma gradação de 0 a 14.

Mais um dado importante: de a 0 a 6 a solução é considerada alcalina e, de 8 a 14, ácida. O nível “7” é denominado de neutro.

Como fazer o teste de PH de aquário?

Com o avanço da tecnologia nas lojas de aquarismo e pet shops, fazer o teste de PH de aquário ficou mais simples e eficiente.

Assim, basta adquirir kits prontos: existem alguns que são com fitas de papel sensíveis e outros funcionam até mesmo de forma eletrônica.

Porém, o mais usado é o de tiras de papel. Basta colocar a fitinha numa mostra da água e aguardar o tempo recomendado pelo fabricante. Geralmente, os adesivos mudam de cor e, de acordo com a tonalidade originada, será possível ler o PH.

Por que medir o PH da água dos peixes?

O PH tem uma ligação direta com as atividades metabólicas dos peixes. Tanto isso é verdade que, para cada espécie, há uma recomendação de faixa de PH diferente.

Essa regra vale para vegetais e outros animais, inclusive nós humanos. Desse modo, o PH afeta nossa urina e nosso sangue, por exemplo.

Voltando para nossos amigos nadadores, é comum um pensamento equivocado de que o PH Neutro (7) é o mais indicado para todas espécies. Mas não é bem assim.

Alguns tipos de peixes ficam bem numa faixa bem ampla de PH. Entretanto, outros necessitam de um controle rigoroso para não ter muita oscilação no sistema.

Nesse contexto, o pH ideal para o peixe Betta deve ficar entre 6,8 e 7,4. Contudo, conforme os animais defecam ou os alimentos se decompõem, as características da água se modificam. Diante disso, semanalmente é necessário fazer o teste de PH de aquário.

Como alterar o PH da água?

Depois de concluir o teste de PH de aquário, se o resultado mostrar um ambiente desfavorável para os animais, terá de haver uma correção. Para tanto, existem produtos químicos especiais que atuam na calibragem do índice.

No entanto, é preciso um imenso cuidado para não haver variações muito bruscas. Embora o PH inapropriado provoque doenças de peixes, a oscilação elevada também é prejudicial.

Para aquaristas iniciantes, a dica é não arriscar muito e utilizar os corretivos de PH fabricados e de pronto uso.

No entanto, os mais avançados nesse hobby podem tentar uns truques extras. Troncos e vegetais, por exemplo, ajudam a abaixar o PH. Por outro lado, dá para subir essa taxa com formas naturais de carbonatos, como aragonita, calcita e dolomita.

Qual o segredo para o PH estável?

Obter um PH estável depende da reserva alcalina, também chamada de alcalinidade. O que é isso? A reserva alcalina é a capacidade de uma solução de água de neutralizar os ácidos nela contidos.

Assim, quanto mais alcalinidade seu aquário tiver, mais elevado será o PH da água. Mas, na prática, o que fazer para criar peixes sem problemas com esse índice?

Como manter o PH neutro é muito complexo, procure deixar o sistema levemente alcalino (PH 7,2) ou levemente ácido (PH 6.8). Nesse caso, avalie o que é melhor de acordo com os tipos de peixe que você tem em casa.

Portanto, o teste de PH de aquário é fundamental para a qualidade de vida nesse ambiente. Desse modo, com essa taxa sempre monitorada, você vai evitar doenças, mortes e outros distúrbios com seus animais aquáticos.

Ou seja, será bem mais fácil ter um ecossistema equilibrado com uma fauna forte e resistente. Que tal saber mais dicas para criar seus peixes? Então leia também nosso artigo que conta como manter o aquário saudável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *