peixe kinguio

Peixe Kinguio: saiba tudo sobre essa linda espécie!

O peixe kinguio, também chamado de peixe dourado ou gold fish, é um dos maiores sucessos do aquarismo. Afinal, ele tem formas e cores muito variadas, é bem dócil e adora uma brincadeira. Além disso, ele interage bastante com os tutores e até come na mão de seus donos.

Não é fofo? Porém, devido a erros na hora de cuidar desses pets, ele levou a fama injusta de ser difícil de criar. No entanto, com as informações corretas, esse animalzinho pode viver até os 20 anos! Que tal saber mais sobre o incrível peixe kinguio? Então venha com a gente!

Descubra por que não misturar kinguios com outras espécies

Um dos mais belos peixes de água doce, o peixe kinguio não é muito talentoso na hora de se defender, motivo pelo qual ele geralmente é alvo de agressões de outras linhagens. Diante disso, é melhor evitar deixar seu kinguio com outras espécies, principalmente as tropicais.

Além de machucar suas nadadeiras, o estresse causado pelos inimigos costuma provocar doenças. Sim, o peixe kinguio é muito sensível!

Mas esse não é o único motivo para não misturar kinguios com outros tipos de peixes. Afinal, a alimentação deles também requer tratamento diferenciado, como explicaremos ainda neste artigo.

Outro cuidado importante é não criar kinguio exótico junto com o kinguio tradicional. Isso porque os últimos são mais ágeis e tendem a não deixar comida para “seus primos diferentões”.

Veja os principais tipos de peixe kinguio

O peixe kinguio oferece uma enorme variedade de espécies. Desse modo, há exemplares das mais diversificadas cores e formatos.

Por esse motivo, é possível encontrar muita beleza quando o assunto são esses simpáticos peixinhos. Observe a lista que preparamos com as principais linhagens de kinguio!

  • Kinguio comum: tem coloração alaranjada e também é chamado de gold fish ou peixe dourado;
  • Kinguio véu: apresenta cauda dupla longa que fica com aspecto esvoaçante na água;
  • Kinguio pérola: seu corpo lembra um ovo e suas escamas são maiores e mais brilhantes, o que faz lembrar essa joia;
  • Kinguio telescópio: exibe olhos saltados da face que lembram esse equipamento;
  • Kinguio cabeça de leão: tem o corpo grosso e curto e uma cabeça remete ao rei da selva;
  • Kinguio bolha: conta com grandes bolsas ao redor dos olhos;
  • Kinguio Orandia: sua cabeça possui uma espécie de capuz;
  • Kinguio celestial: assim como o kinguio telescópio, seus olhos também são proeminentes. No entanto, a diferença é que eles ficam sempre voltados para a superfície da água. Por isso, a visão do kinguio celestial é ruim. Dessa forma, ele não deve conviver com espécies diferentes para não ficar sem alimento.

Entenda a importância do tamanho do aquário

Não se pode ter pressa para montar o aquário de kinguios. Afinal, antes de colocá-los na água, ela deve ser tratada com condicionadores por cerca de 30 dias. Isso é importante para tirar substâncias tóxicas como o cloro e metais pesados.

Quando o criador não toma essa providência, esse amiguinho pode morrer, levando o aquarista à frustração. Em relação ao tamanho, para a linhagem comum são necessários 76 litros para um indivíduo. Além disso, cada peixinho a mais no ambiente vai exigir mais 38 litros.

Por sua vez, as variantes exóticas precisam de 120 litros de água para um animal. Além disso, a cada exemplar extra, devem ser providenciados outros 60 litros.

Preste atenção no sistema de filtragem

O peixe kinguio produz muitos excrementos porque não tem estômago. Diante dessa característica, o filtro deve ter boa qualidade. Assim, para um aquário de 150 litros, compre um filtro com capacidade para tratar 1.500 litros de água por hora.

Para limpar o aquário com a devida eficiência, realize as trocas parciais periodicamente.  Isso ajuda muito na redução de substâncias nocivas no sistema. Com um equipamento de qualidade, o kinguio fica mais saudável. Isso porque ele não é tão exposto a patógenos que surgem na matéria orgânica.

Conheça os cuidados com a alimentação do peixe kinguio

O peixe kinguio não conta com estômago funcional. Por esse motivo, ele precisa de uma ração diferenciada. Tal necessidade se justifica pela incapacidade dele de armazenar comida em seu corpo.

Por esse motivo, ele defeca em maior quantidade do que outros peixes. Ou seja, prefira as rações específicas para a linhagem. Elas contêm menos gordura e mais vitaminas. Além disso, é preciso deixar o alimento de “molho” antes de oferecer a esse amiguinho.

Geralmente, a ração aumenta de tamanho quando entra em contato com a água. Para que essa dilatação não ocorra no interior do corpo do animal, é preciso deixar a ração umedecida antes de pôr no aquário.

Assim, deixe a ração em flocos de molho por 2 minutos. Já se o alimento for em grãos, aguarde 5 minutos com a comida imersa em água de fora do sistema.

Portanto, o peixe kinguio é bonito, versátil, animado e muito dócil. Dessa forma, ele é excelente atração para famílias com crianças. Porém, esse pet necessita de cuidados especiais.

Com as medidas certas, esse peixinho pode viver muito tempo. Quer mais dicas sobre aquários? Então leia também nosso artigo sobre aquarismo para iniciantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *